"Finale" de Becca Fitzpatrick

Nome: Finale
Autora: Becca Fitzpatrick
Nº de Páginas: 303
Saga: Hush, Hush
Editora: Intrínseca


Nora e Patch pensavam que seus problemas tinham ficado para trás. Hank estava morto, e seu desejo de vingança não precisava ser levado adiante. Na ausência do Mão Negra, porém, Nora foi forçada a se tornar líder do exército nefilim, e era seu dever terminar o que o pai começara — o que, essencialmente, significava destruir a raça dos anjos caídos. Destruir Patch. Nora nunca deixaria isso acontecer, então ela e Patch bolam um plano: os dois farão com que todo mundo acredite que não estão mais juntos, manipulando, dessa forma, seus respectivos grupos. Nora pretende convencer os nefilins de que a luta contra os anjos caídos é um erro, e Patch tentará descobrir tudo o que puder sobre o lado oposto. O objetivo deles é encerrar a guerra antes mesmo que ela venha a eclodir. Mas até mesmo os melhores planos podem dar errado. Quando as linhas do combate são finalmente traçadas, Nora e Patch precisam encarar suas diferenças ancestrais e decidir entre ignorá-las ou deixá-las destruir o amor pelo qual sempre lutaram.


Esta resenha pode conter spoliers de Silêncio (resenha aqui).


   Nora Grey não tem uma vida normal. Sua vida não é normal faz seis meses, desde o dia em que conheceu Patch, um anjo caído, e aquele por quem Nora se apaixonou perdidamente. Em seis meses muita coisa mudou para Nora e agora ela tem a missão de liderar um exército de nefilins (cruza de humanos e anjos caídos) para a guerra contra os anjos caídos, dever que seu pai começou e e que ela jurou terminar. Porém para não por um fim em Patch e sua raça, Nora e Patch bolam um plano: eles fingirão que terminaram e cada um tentará descobrir o máximo sobre o seu lado e juntos resolverão o problema da melhor forma possível.
     Para fingir que o namoro com Patch acabou, Nora finge que está namorando Dante, um nefilim influente em todo o exército e que a ajuda na preparação da guerra. Porém ao ficar cada vez mais próxima de Dante, ela descobre que tudo o que Hank Millar criou e que ela queria que tivesse ido para o túmulo junto dele, pode estar longe de acabado.


Percebi naquele momento que Patch faria tudo por mim. A promessa de ficar ao meu lado tinha para ele o valor de um juramento. Ele era parte de mim, e eu era parte dele. Patch faria qualquer coisa - qualquer coisa - que fosse necessária para me manter ali, ao seu lado.


   Desde o lançamento do book trailer de Finale estou louca para lê-lo, mas o book trailer não faz nem um pouco de jus ao livro; se no book trailer temos ação, Nora rebelde e muito Patch, no livro temos o contrário. O começo do livro é bem maçante. Não gostei dessa nova Nora, não gostei do Dante - que aparece em mais de dois terços do livro - e não gostei de muitas das ações que ambos tomaram em todo o livro.
  Nora tem que lidar com o exército nefilim que não gosta dela e que duvida dela até o último minuto; o que não ajuda nada já que Nora tem em mente cancelar a guerra para agradar os arcanjos. Com essa mudança, Nora fica desligada da escola e quase nunca ouvimos ela falar da mesma. Ao começar o namoro falso com o Dante, Nora foca cada vez mais na guerra - o que faz com que Patch apareça com pouca frequência - e fique cada vez mais chata e incontrolável.
  Odiei quase o livro inteiro e ele só começou a ficar bom a partir do capítulo 25 aonde começa a acontecer um monte de reviravoltas e depois do capitulo 28 não pude mais largar o livro - Becca voltou a escrever como se precisássemos do próximo capítulo senão não poderíamos fazer mais nada o resto do dia. Com muitos personagens novos e muitas descobertas sobre os velhos, o final do livro e as descobertas me fizeram chorar e ficar 100% chocada. Vou sentir muita falta do Patch e do Scott e acho que eles deveriam ter tido mais importância nesse livro - principalmente o coitado do Scott que mal aparece!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou dessa postagem? Deixe seu comentário!