"Encarcerados" de Alexander Gordon Smith

Nome: Encarcerados
Autor: Alexander Gordon Smith
Nº de páginas: 291
Coleção: Fuga de Furnace
Editora: Benvirá


De um dia para outro, Alex Sawyer passou de valentão a delinquente juvenil. Os trocados arrancados dos garotos na escola já não eram suficientes, e, com a ajuda de seu melhor amigo, Toby, começou a cometer pequenos furtos na vizinhança. Até que uma noite, homens fortes, de terno preto, e um esquisitão usando uma máscara de gás cruzaram o caminho dos dois. Toby foi cruelmente assassinado e Alex, preso e acusado pela morte do amigo. Seu novo lar? A Penitenciária de Furnace, um buraco - literalmente - para onde todos os garotos condenados são enviados, e de onde só é possível sair morto. Com guardas sádicos e criaturas terríveis responsáveis pela segurança, Furnace é o inferno. O lugar é infestado de criminosos - como as perigosas gangues Caveiras e os Cinquenta e Nove - mas também há muitos garotos que, como Alex, foram presos por crimes que não cometeram. Como escapar e provar sua inocência? Em quem confiar? O que na verdade era Furnace: um reformatório? Um depósito? Ou, pior, um laboratório maligno?



 Sob o Céu está o Inferno. Sob o Inferno, a Penitenciária de Furnace.

    Esse é o primeiro livro da Saga Fuga de Furnace, escrito pelo Alexander Gordon Smith e lançado pela editora Benvirá e devo dizer que o autor escreveu um dos melhores livros que eu já li até hoje.
  A história é narrada por Alex Sawyer, ele relembra como foi toda a sua vida em Furnace, como acabou lá, como foram seus primeiros dias, suas tentativas de fuga, entre muita outras coisas que aconteceram com ele enquanto ele estava na denominada prisão.
  Alex Sawyer era um menino comum, aos poucos ele começou a ter o título de valentão na escola e, por ideia dos amigos, começou a assaltar os novatos e os menores e mais fracos que ele (apesar de Alex comentar que nunca foi alto e que nunca teve a aparência de um valentão de escola dos filmes). De roubos da escola, ele passou a roubar casas junto de seu amigo Toby, e por mais que a sua consciência reclamasse desses roubos, Alex não se importava, ignorava todos os pensamentos que o faziam querer parar e amava sentir a adrenalina percorrendo o corpo.  
   Na última vez que foi roubar uma casa, o mundo de Alex se desfez. Durante o roubo, homens vestindo ternos-pretos, altos e fortes entraram na casa, todos contendo um sorriso maligno, eles cercaram Alex e Toby e atiram em Toby, levando-lhe a vida. Se não bastasse Alex ter acabado de ver o melhor amigo perder a vida em sua frente, os policiais achavam que ele teve coragem de matar o próprio amigo a sangue frio e ninguém (nem mesmo seus pais) acreditaram na verdade que o Alex contou.
   Nesse livro, todos os meninos menores de 18 anos, caso cometa algum crime grave como matar uma pessoa, vai parar em Furnace para o resto da vida, sem volta, sem visitas e sem mais ter vida lá fora. Furnace foi criado por causa do Verão do Massacre, aonde vários meninos mataram centenas de pessoas inocentes. E é para lá que Alex é mandado e é lá que ele conhece o verdadeiro inferno.






















   O livro é fantástico, acho que não há outra palavra. Ele te deixa arrepiado da primeira descrição até a última e depois te deixa querendo o próximo, mesmo sabendo que te deixará apavorada e assustada. Já sabia que 'Encarcerados' era um livro assustador, mas não esperava por isso, não esperava pelo mundo criado pelo Alexander, não esperava suar frio, ficar sem ar e sentir meu coração a mil. Alexander escreve de um jeito que me deixou super besta, é uma escrita muito clara, mas não infantil ou juvenil demais e como ele consegue transmitir todas as emoções do Alex (que desconfio muito que seja bipolar, ou que ele tenha sérios problemas com a raiva) tão vivas, tão claras, que mesmo que você não concorde com o que Alex está sentindo, você vai sentir.

Sentia-me afogar no desprezo deles e rezava para que tudo aquilo acabasse, mesmo que significasse me afogar sem deixar vestígios

  O livro não contem um pingo de romance - no máximo um bromance - pelo simples fato de que durante o decorrer do livro inteiro só aparecem duas mulheres: a policial e a mãe de Alex. O livro contem muita ação, cenas de luta e fuga fantásticas que ficariam ótimas em filmes, algumas ações dos personagens me deixaram muito boquiaberta, alguns são moleques sem nenhum remorso em tirar a vida humana, e o fato de alguns deles andarem com armas pontiagudas me deixou um pouco com medo. Pelo fato dos 'trabalhadores' de Furnace e dos 'animais' que as vezes os acompanham serem super assustadores, o livro poderia ser descrito como um livro de terror ou suspense.
  Esse livro não é para muitas pessoas, mas se você gosta de ação, não tem nenhum problema em um livro sem romance e não fica com medo muito fácil recomendo esse livro para você; foi uma das minhas melhores leituras até hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que você achou dessa postagem? Deixe seu comentário!