Primeiro dia de Aula


  Estava sentada no banco do carona. O cabelo preso em um rabo de cavalo, a franja perfeitamente arrumada - tinha demorado mais de vinte minutos arrumando ela. Minha mochila estava nos meus pés, escondendo meu all star preto, tinha conferido ela mais de cinco vezes. Meu coração batia e batia, cada vez mais forte e rápido, será que meu pai conseguia ouvi-lo?
 Depois de um tempo estava na frente da minha nova escola. Minha nova escola era mais perto de casa que a anterior, mas a viagem pareceu o dobro do tamanho da qual fazia no ano passado. Será que conseguia ficar em pé? Tremia tanto que provavelmente não. Segurei a mochila no colo e joguei meus pés para trás. Lá estava, na minha frente, minha nova escola. Não havia mudado pelos meus pais, ou por causa de um emprego; havia mudado simplesmente porque estava entrando no Ensino Médio e não havia isso na minha escola anterior. Automaticamente localizei minha amigas e elas me localizaram, logo, estavam elas na porta do carro pedindo para eu achar logo minha carteira antes que não sobrasse. Disse tchau para o meu pai e fui. Milagre, minha pernas aguentavam meu peso.
 Batemos um papo rápido, 'como vai você?', 'o que fez de férias?', 'sério? que incrível!', todas perguntavam, todas respondiam. A familiaridade de ver minhas amigas me fez esquecer que estávamos em uma nova escola, com novos alunos que nos encaravam como se fossem loucas e que teríamos que decorar nomes de uns treze professores que nunca havíamos visto. Elas deixaram eu me arrumar na sala e correram para o lado de fora para ver quem era o próximo conhecido a chegar. 'Loucas' sussurrei, e fui procurar um lugar.
 Sentei na carteira ao lado da minha amiga. Abri a mochila, sabia aonde estava tudo: cadernos, livros, estojo. Colado na minha mesa havia o horário das minhas aulas, peguei os livros e cadernos da primeira aula, quando ouvi alguém sussurrar atrás de mim:
 - Gostei do estojo
 Dei um pulo e virei, a voz vinha de um menino de cabelos negros, olhos azuis, bronzeado. Em choque perguntei:
 - O que?
 - Gostei do estojo - ele disse apontando para o meu estojo preto com detalhes rosa que havia ganhado da minha amiga - minha irmã com certeza iria querer um igual.
 - Ah - disse, entendendo.
 - Sou Marcos - ele diz estendendo a mão
 - Luciana - digo, apertando sua mão
 - Então novata. De que colégio você veio?
 - Novata? E você não é da mesma classe que a minha?
 - Na verdade não - ele diz dando ombros - sou um dos veteranos
 - E o que está fazendo aqui? - pergunto
 - Esperando o primeiro professor aparecer. - Ele diz e se inclina para ver o meu horário - O professor Cláudio. Ele é gente boa sabe? Se você for uma boa aluna, sabe?
 - Então você é o queridinho dos professores? - digo o encarando, ele continua inclinado sobre meu ombros.
 - Gostei do seu cabelo - ele diz e bagunça a franja que passei a manhã fazendo.
 Quando estou prestes a começar a gritar com ele, o professor Cláudio entra na sala. Marcos dá um toquinho no meu ombro, levanta e vai na mesa do professor, cochicha algo para ele e o professor faz sim com a cabeça. Marcos vira e olha para todos os presentes na sala, seus olhos param em mim e eu congelo, ele dá uma piscadela para mim e começa a falar:
 - Olá a todos. Eu sou Marcos e estou no terceiro ano. Como todos sabem, o pessoal do terceiro ano tem, de certa forma, uma liderança sobre vocês. Então a cada ano, o pessoal mais novo tem que participar de algumas 'atividades' que criamos - Ele sorri e vejo a menina na minha diagonal suspirar - Então, espero que todos sigam ou sofram as consequências. O papel está na porta da sala e vocês podem ver no final da aula. Iria dizer que quero conhecer todos vocês, mas sinto que a pessoa que será mais importante para mim eu já conheci - Ele olha dentro dos meus olhos e eu me derreto toda, ele pisca de novo. Dá um breve aceno para a sala e sai, sem mais nem menos.
 Tinha passado as férias toda pedindo para que alguém entrasse na minha vida. Parece que as minhas preces foram atendidas. Esse ano não será ruim apesar de tudo.

4 comentários:

  1. Lindo seu texto você escreve muito bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah e esqueci de perguntar, você vai fazer continuação?

      Excluir
    2. Nem tinha pensado nisso, hahaha. Acho que vou sim, boa ideia.

      Excluir

O que você achou dessa postagem? Deixe seu comentário!